Mercado de trabalho

Há algum tempo atrás a mídia anunciou com alarde uma vaga para concorrer ao melhor emprego do mundo,  você se lembra?  Pois é, não vou discutir aqui a diferença entre emprego e trabalho, o foco é outro. Recentemente fiquei me questionando qual seria de fato o melhor emprego do mundo, e sem utilizar nenhum livro de auto-ajuda chego à conclusão de que o melhor é aquele onde nos realizamos como profissional e ser humano, e nem sempre é fácil unir as duas coisas. Tantos engenheiros, advogados, jornalistas, enfim, um monte de profissionais frustrados por desejarem outros caminhos e terem outra vocação.

Quem me conhece sabe que eu sou cantor, canto há anos na noite de SP e já estive em milhares de palcos nesses anos todos, mas sempre foi necessário ter a música como uma segunda profissão. Um ganho fixo mais garantido foi sempre a premissa para eu trabalhar durante o dia e a noite poder soltar minha voz por aí. Daí me lembrei que em certa ocasião fui participar de uma seletiva para ser repórter num programa de tv e nos bastidores conheci uma apresentadora que eu sempre via nos programas. Batendo um papo com ela descobri que o grande sonho da moça, apesar da excelente remuneração e tudo mais que a profissão lhe trazia, o grande sonho era poder cantar nos palcos, ela adorava música, etc, mas também optou por deixar os pés no chão. Às vezes ela “brinca” de cantar e até dá canjas em shows de amigos, mas o tempo passou e ficou no sonho. Das ironias da vida, eu buscando uma vaga de repórter, apresentador, e ela querendo cantar.

A moça realmente tem um excelente emprego e ganha muito bem, mas não tenho dúvida de que o melhor emprego do mundo para ela seria poder estar no lugar da Ivete Sangalo ou algo assim, não só pela grana, mas pela satisfação de se fazer algo em que se acredita de verdade, viver o sonho. Claro que nem só de música vivem os melhores empregados, o sonho está em toda parte e cada um tem o seu.

Neste momento estou procurando um trabalho extra para complementar a renda e colocar em prática minhas outras habilidades profissionais, vai surgir com certeza, mas não tenho dúvida de que mesmo não ganhando milhões como cantor, mesmo sendo apenas mais um simples operário da música, tenho o privilégio de poder dizer que já tenho o meu melhor emprego do mundo.

E você?  Tá contente por aí?

Anúncios

9 comentários sobre “Mercado de trabalho

  1. Estou FELIZ… Não que eu não tenha problemas, não tenha vontade de largar tudo em alguns momentos!! rs…
    Mas, gosto muito do que eu faço hoje. Apesar de trabalhar na área de exatas e ser formada em Jornalismo…
    O Jornalismo ficou no sonho de adolescente, pois nunca trabalhei na área e não sei se seria o melhor emprego do mundo…
    Beijo Sall e SAUDADES!!!

  2. Nego velho… Não que eu esteja feliz, mais acho que trabalhando na área de Publicidade acho que eu me realizaria melhor… estou estudando e trabalhando muito para que eu chegue nessa etapa da vida…

    E parabens pelo post… ouvi você no Gengibre…

  3. Amore, me formei em Gestão de Marketing e graças a Deus estou trabalhando na área…trabalho com consultoria e relacionamento com o cliente. É uma área que eu sempre amei e tudo está saindo conforme eu realmente planejei, porém o meu verdadeiro sonho é fazer Jornalismo e trabalhar na redação de uma super revista…ai só de falar fico viajando…rsss

    Beijos no coração!

    Tati

  4. Estou super desinfeliz no meu emprego fixo, porém começando a traçar meu caminho para aquilo que realmente escolhi fazer. Eu só serei feliz profissionalmente quando eu puder ser editora de um bom canal de comunicação e cantar, e cantar, e cantar…nada me realiza mais que a música.

    Beijoca

  5. Por mais cansativo que seja o meu atual emprego, levanto todo dia pela manhã com muita vontade de dar o melhor de mim. Lá eu aprendo, lá eu ensino, convivo com aquelas pessoas mais do que gostaria, mas graças a Deus, tudo favorece para que eu possa levar a situação da melhor maneira possível.

    Não imagino como seria fazer o que não gosto, como seria quando o despertador tocasse e eu tivesse a sensação de estar indo para “forca”.
    Faço com o coração, faço com objetivos, sei que é ali que consigo conquistar das coisas mais complexas até os meus maiores caprichos. Sei principalmente que além das coisas materiais que aquilo me proporciona, ganho algo que não se paga, ganho a satisfação de ser útil, de ser essencial.

    Enfim, sorte daqueles que se encontram profissionalmente, que sentem todo o esforço valer a pena, que não se deixam entregar pelo cansaço, pelo não, pelo mau humor, por aquelas pessoas que tentam diminuir a sua capacidade, pelo dia que não foi tão bom como esperava, pelas mudanças impostas no dia-a-dia, felizes daqueles que conseguem tirar o lado bom daquilo que parecia não ter solução.

    E para aqueles que não sabem do que estou falando, é bom dar um “upgrade” por aí, as coisas fluem melhores quando fazemos o que gostamos.
    …Mudar é sempre possível, às vezes exige mais, outras menos, mas torna-se possível quando se quer de verdade, CORAGEM é a palavra…

    *Boa sorte*

  6. Querido!

    Infeliz… era assim que eu ia todos os dias para o escritório.
    Após muita análise optei por assinar o pedido de demissão.
    Aqui encontrei “n” pessoas de diferentes nacionalidades na mesma situação…
    Talvez seja um problema mundial rs

    Beijos e fique com Deus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s