Vamos fugir…

desert island

Tem dias em que você simplesmente vai sentir vontade de estar numa ilha deserta, e obviamente, sozinho. A possibilidade maluca de fugir de todos os problemas e de todas as pessoas sempre nos provoca de alguma maneira, afinal de contas, numa ilha deserta não haverá credores te cobrando o tempo todo, sua mulher ou seu marido te enchendo o saco, o chefe que não te deixa em paz e que não te dá um aumento de salário, os impostos, seu celular que não funciona, o time adversário, o governo, as multas de trânsito, o carro com problemas, a falta generalizada de grana para saldar os compromissos, o mundo que não reconhece seu talento, os amores que não te correspondem, as pessoas que pensam muito diferente de você, numa ilha deserta é mais fácil se livrar desse monte de problemas e contratempos, enfim, numa ilha deserta é só alegria… Será?

Anúncios

5 comentários sobre “Vamos fugir…

  1. Não!!! Prefiro os problemas e a companhia das pessoas que AMO!!!
    Mas, se for por um “diazinho” a idéia da ilha não é nada ruim!! rs
    Beijo…

  2. Não, não e não. Definitivamente uma ilha deserta pra se livrar dos problemas não é o caminho. Existe milhares de lugares dos quais você pode ficar sozinho e sem ninguém por perto, inclusive por apenas alguns minutos ou até mesmo horas, o importante é aproveitar este tempo e analisar que se existe um problema é porque antes de tê-lo você se perdeu na metade do caminho ou simplesmente desviou do seu objetivo, então a solução é focar novamente o que deseja e seguir enfrente pra mostrar a si mesmo até aonde poderá chegar sem que fatores externos o atrapalhem porque a paz, a realização e a felicidade só depende de você.
    Se existe cobrança de credores é porque não houve um planejamento correto da grana, se o marido ou a mulher enche o saco, independente do tempo de “casado” é porque não é a pessoa ideal pra você, um amor só te traz alegrias e jamais aborrecimentos, se existem amores não correspondidos é porque você não olhou por outro ângulo outros possíveis amores e assim vai. Pra tudo existe solução, a vida é feita de escolhas e você pode escolher ser feliz, mesmo em um mundo louco como o que vivemos.

    Beijos no coração Lindo.

  3. Será que em determinado momento sua própria companhia não seria suficiente para que desejasse estar cercado de outras possibilidades?
    Ir para uma ilha se baseando no contexto de tantas fugas seria a forma mais forte de levá-las contigo e aumentar a proporção de cada uma delas no contínuo silêncio.
    Bom, sei la… Vejo assim, mas como vc mesmo disse:
    Será?

  4. “Só alegria” é arriscado dizer… mas, bem que seria uma boa se realmente no nosso dia-a-dia tivéssemos o luxo de poder nos encontrarmos/relaxarmos em uma ilha deserta.

    Sim seria uma boa nos permitirmos de fato estar por algum momento isolado do mundo, sem poder acessar o orkut e acabar magoado com coisas pequenas, sem poder acessar sua conta e começar a fazer a calculo do positivo menos os negativos que estão cadastrados nos lançamentos futuros, sim seria bom não ficar de olho no e-mail esperando um retorno dele ou dela, o retorno de uma entrevista, esperando por aquela oportunidade, seria interessante não colocar o celular de baixo do travesseiro aguardando aquela maldita ligação que não acontece, ou esperando ele despertar seu sono para mais um dia de trabalho, seria tão bom se por algum momento, mesmo querendo, você não pudesse estar em contato com aquilo que tem te incomodado.

    Não chamaria de fuga e sim reencontro. Seria um momento para saber/medir o que tem feito, se de fato está feliz ou é apenas aparência, se está agindo corretamente, se é dessa forma realmente que deseja viver, se as escolhas foram suas ou você foi se deixando levar.

    Quando você é do tipo que precisa ficar só, é quase impossível nos dias de hoje conseguir o isolamento necessário para se reencontrar, pq é difícil você conseguir se desligar quando o computador e o celular estão tão próximos, é difícil conseguir desligar quando precisa explicar para ela ou ele, mãe, pai, filhos, irmãos, amigos que quer um momento a sós e nem sabe começar a dizer pq, afinal bem provavelmente será questionado. É incompreensível para o seu chefe, para seus compromissos, que vai precisar passar um ou uns dias fora, mas suas férias ainda não chegaram, não existe uma doença diagnosticável e o atestado “momento ilha deserta” não vai rolar.

    E essa vontade, diria necessidade de estar só, vai crescendo e com todos os contras vai se escondendo dentro de você, ai tem horas que parece que vai explodir, parece que aquela pessoa que te faz bem, começa a te fazer mal, e o que não é motivo passa a ser, justamente pq você não teve a oportunidade de sozinho conseguir pensar em uma direção, entender os motivos, não conseguiu seu momento para descobrir por onde seguir, como voltar, como acabar, como recomeçar.

    Felizes daqueles que possuem o autocontrole e não descarregam suas angustias onde não devem descarregar, que não culpam o que não tem culpa, que conseguem se encontrar sem precisar de um momento a sós. Eu ainda não tenho essa habilidade, sei que em alguns momentos a solidão, o silêncio, apenas o barulho do mar e algumas coisas que o Simoninha diz em uma canção (“sem sapato, sem direção a toa… sem dinheiro, sem documento, a favor do vento, semi nu”) me fariam muito bem.

    Bjs para todos,
    M.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s