Expectativas

ss_consideracao

Por mais que fiquemos atentos, por mais que tenhamos os pés no chão, por mais que sejamos maduros e independentes, não tem jeito, em algum momento da vida somos pegos de surpresa por uma onda de expectativa. Pra começar, precisamos diferenciar expectativa de esperança, ou seja, esperança tem a ver com a fé e o desejo sincero de que algo possa se realizar, ficamos na expectativa sim, mas o que move o sentimento é a esperança, é algo que parte de dentro de você, eu tenho esperança que vão me ligar depois da entrevista, que vou passar na prova, que vão sortear a minha carta, que vou conseguir aquele aumento, que um dia vamos ficar juntos, enfim, alimento uma esperança, um sentimento de crença, claro que as coisas podem não acontecer, mas o resultado negativo às vezes é absorvido com mais tranquilidade, ou seja, fiz minha parte, não foi dessa vez, vou tentar de novo e assim por diante. 

Já a expectativa isolada por si só é uma merda. Na maioria das vezes criamos expectativas a partir das atitudes das outras pessoas, alguém que está ao nosso lado e que tem crédito conosco, e dessa forma ficamos mais vulneráveis às decepções. Se você diz que vai ligar mais tarde ou amanhã, tanto faz, mas você acaba de acionar o dispositivo de expectativa na outra pessoa, se não ligar, decepcionou, e cada pessoa reage a essa decepção de uma forma diferente. Perdemos quando geramos expectativas que não pretendemos cumprir, e também quando nos deixamos levar pelas expectativas que criam na gente. Portanto, se você não pretende aparecer, ligar, se comprometer, saldar a dívida, prosseguir, permanecer, acompanhar, dividir, beijar, amar ou trepar, não interessa, se você sabe que não vai por algum motivo, não diga sim, não deixe no ar, não use meias palavras. Simplesmente diga não. Não gere expectativas e evite aborrecimentos, simples assim.

Anúncios

Opinião do leitor

Alguns comentários de leitores que passam por aqui merecem ser publicados e compartilhados, como esse que você lê abaixo sobre o texto “vamos fugir”:

“Só alegria” é arriscado dizer… mas, bem que seria uma boa se realmente no nosso dia-a-dia tivéssemos o luxo de poder nos encontrarmos/relaxarmos em uma ilha deserta. Sim seria uma boa nos permitirmos de fato estar por algum momento isolado do mundo, sem poder acessar o orkut e acabar magoado com coisas pequenas, sem poder acessar sua conta e começar a fazer a calculo do positivo menos os negativos que estão cadastrados nos lançamentos futuros, sim seria bom não ficar de olho no e-mail esperando um retorno dele ou dela, o retorno de uma entrevista, esperando por aquela oportunidade, seria interessante não colocar o celular de baixo do travesseiro aguardando aquela maldita ligação que não acontece, ou esperando ele despertar seu sono para mais um dia de trabalho, seria tão bom se por algum momento, mesmo querendo, você não pudesse estar em contato com aquilo que tem te incomodado. Não chamaria de fuga e sim reencontro. Seria um momento para saber/medir o que tem feito, se de fato está feliz ou é apenas aparência, se está agindo corretamente, se é dessa forma realmente que deseja viver, se as escolhas foram suas ou você foi se deixando levar. Quando você é do tipo que precisa ficar só, é quase impossível nos dias de hoje conseguir o isolamento necessário para se reencontrar, pq é difícil você conseguir se desligar quando o computador e o celular estão tão próximos, é difícil conseguir desligar quando precisa explicar para ela ou ele, mãe, pai, filhos, irmãos, amigos que quer um momento a sós e nem sabe começar a dizer pq, afinal bem provavelmente será questionado. É incompreensível para o seu chefe, para seus compromissos, que vai precisar passar um ou uns dias fora, mas suas férias ainda não chegaram, não existe uma doença diagnosticável e o atestado “momento ilha deserta” não vai rolar. E essa vontade, diria necessidade de estar só, vai crescendo e com todos os contras vai se escondendo dentro de você, ai tem horas que parece que vai explodir, parece que aquela pessoa que te faz bem, começa a te fazer mal, e o que não é motivo passa a ser, justamente pq você não teve a oportunidade de sozinho conseguir pensar em uma direção, entender os motivos, não conseguiu seu momento para descobrir por onde seguir, como voltar, como acabar, como recomeçar. Felizes daqueles que possuem o autocontrole e não descarregam suas angustias onde não devem descarregar, que não culpam o que não tem culpa, que conseguem se encontrar sem precisar de um momento a sós. Eu ainda não tenho essa habilidade, sei que em alguns momentos a solidão, o silêncio, apenas o barulho do mar e algumas coisas que o Simoninha diz em uma canção (“sem sapato, sem direção a toa… sem dinheiro, sem documento, a favor do vento, semi nu”) me fariam muito bem.

Ps.: a leitora/escritora preferiu não se identificar.

Vamos fugir…

desert island

Tem dias em que você simplesmente vai sentir vontade de estar numa ilha deserta, e obviamente, sozinho. A possibilidade maluca de fugir de todos os problemas e de todas as pessoas sempre nos provoca de alguma maneira, afinal de contas, numa ilha deserta não haverá credores te cobrando o tempo todo, sua mulher ou seu marido te enchendo o saco, o chefe que não te deixa em paz e que não te dá um aumento de salário, os impostos, seu celular que não funciona, o time adversário, o governo, as multas de trânsito, o carro com problemas, a falta generalizada de grana para saldar os compromissos, o mundo que não reconhece seu talento, os amores que não te correspondem, as pessoas que pensam muito diferente de você, numa ilha deserta é mais fácil se livrar desse monte de problemas e contratempos, enfim, numa ilha deserta é só alegria… Será?

Pra quem não viu

Queridos leitores,

Estou num processo de correrias profissionais, como um monte de gente, buscando melhorias no campo pessoal e intelectual, e ando um pouco sem tempo e inspiração para novos textos, mas a qualquer momento pode bater um raio luminoso na cabeça e nasce uma nova pérola…rs. 

Enquanto isso vou deixar apenas um aperitivo pra vocês. Abaixo uma pequena matéria exibida no canal Blue Tv sobre o meu novo projeto musical, assista e deixe seu comentário. Se você já entrou na onda do Twitter, então “follow me”, busca lá: www.twitter.com/sallito

Gente rara

ACO_01

No decorrer de uma vida conhecemos muitas pessoas, gente da escola, da faculdade, do trabalho, da igreja, do cursinho, do futebol, da natação, da academia, da internet, do curso disso ou daquilo, enfim, conhecemos e fazemos amizade com pessoas em todos os lugares, a todo momento, e por conta dessa variedade de encontros, também conhecemos uma variedade de pessoas diferentes, e se tem um tipo de pessoa que vale a pena conservar no seu círculo, eu indico as pessoas raras.

Pessoas raras não te puxam pra baixo, não aparecem a todo momento contando problemas e ignorando que você também tem os seus, não são deprimentes por natureza. Pessoas raras dividem a marmita, fazem trabalho voluntário, ajudam ao próximo de alguma forma, incentivam seus sonhos e projetos, mas também te chamam pra realidade, ouvem Chico Buarque, mas vão ao pagode e ao sertanejo sem problemas, sabem se divertir em qualquer lugar. Gente assim tem sempre um sorriso nos lábios e provoca sorrisos nos lábios da gente, dá bom dia pra todo mundo, fala com o doutor, o famoso,  o anônimo, a copeira, o vigia, o tio da pipoca, conversa com todo tipo de gente sem fazer tipo, faz isso porque é do coração, sem pedir nada em troca. Pessoas raras são agregadoras e naturalmente sentimos vontade de estar perto delas, simples assim.

Enfim, não sei se vale como conselho, mas se for possível, procure estar cercado de pessoas raras, de bom coração, gente que lê bons livros e gente analfabeta com boas histórias e coisas pra ensinar, gente fina ou simples de tudo, mas com uma integridade e um caráter que você reconhece de longe, gente que tenha boas intenções sempre. É claro que todos temos nossas falhas e defeitos, inclusive as pessoas raras, mas conviver com esse tipo de gente torna nossa vida muito melhor.

Portanto, se você é uma pessoa rara, aproxime-se do máximo de gente que puder, mude corações e mentes, faça o mundo menos medíocre, egoísta e idiota. Aproxime-se de mim e seja bem vindo(a), porque sinceramente, tô de saco cheio de gente chata e sem nenhuma graça.