Sall em Salvador/BA

Pra dividir com todos os amigos que frequentam o blog um pouco da minha passagem por Salvador, fiz um vídeozinho básico, só pra se ter uma idéia. Além do Pelourinho a Bahia tem muito mais pra oferecer, mas é preciso um bocado de tempo e de dinheiro também…rs, não coube tudo nesse vídeo, mas foi tudo de bom. Boas vibrações!

Anúncios

Velhas cartas

cartas

 

Abro a caixa postal digital quase todos os dias e sempre espero que apareça por lá um e-mail vindo de algum remetente especial, alguém de quem eu espero receber notícias, confissões, desabafos ou um simples “oi”, e às vezes demora demais para aparecer uma mensagem pessoal e intransferível, daquelas que se quer guardar para sempre no coração. São milhares de propagandas, convites de festas e baladas, produtos em promoção e mil outras coisas, e independentemente do conteúdo, todas são iguais, têm sempre a mesma fonte arial ou verdana, uma letra padronizada que nunca me deixa fazer um estudo adequado da caligrafia de quem se lembrou de mim.

.

Não é nostalgia, eu adoro tecnologia, e-mail, internet, celular, tudo, mas sinto saudade das boas e velhas cartas escritas à mão. Eu conseguia imaginar a pessoa dedicando algumas horas sentada na cama ou apoiada numa mesa da cozinha, ali eu podia ver o carinho dedicado para se desenhar o “S” do meu apelido, um jeito diferente de se escrever “amor” já trazia o som exato ao pé do meu ouvido, as curvas simpáticas e sedutoras numa palavra simples como “caracol” podiam me deixar apreciando a mesma carta por horas, e em cada linha eu podia ver a mão, o cuidado e a concentração de quem resolvera se lembrar de mim. Em algumas ocasiões um perfume era sutilmente utilizado para finalizar a cartinha que seria enviada pelo correio ou deixada embaixo da porta lá de casa, e o meu coração simplesmente se enchia de alegria quando encontrava na caixinha uma carta de verdade, escrita à mão e transbordando sentimentos.

.

Enfim, não tem jeito, os tempos são modernos e adoro ser lembrado por e-mail, scraps e afins, o coração sempre palpita, mas nada jamais substituirá a emoção de um amor recebido através das boas e velhas cartas.

.

Sempre que puder, escreva as suas!

Boas vibrações!

Água, sais minerais, proteína e gordura!

0000ta15

Às vezes  surge lá do fundo da alma uma tristeza qualquer,  um vazio que pode ser uma saudade de gente que já se foi, nostalgia de um tempo que não volta nunca mais, medo de um tempo que passa depressa demais, a falta de um amor pra dividir, a solidão e seus delírios, frustrações e arrependimentos dos mais diversos tipos, enfim, a vida é assim mesmo. Todo ser humano, realmente humano, um dia se pega inexplicavemente angustiado, aflito, com um aperto no coração e aquela sensação de miolo de pão na garganta, pode estar esperando uma resposta de emprego ou o resultado de um exame, aguardando um sim ou um não vindo de algum lugar, esperando na janela, enfim, às vezes nada disso está acontecendo, e mesmo assim o coração simplesmente se aperta.

Sem encontrar explicação aparente meus amigos médicos me pediriam uma ultrassonografia, os psicólogos indicariam a terapia e talvez um anti-depressivo para ajudar, os religiosos me dariam a bíblia, o alcorão ou uma imagem de santo, diriam acenda uma vela, meus amigos casados diriam que eu preciso ancorar meu barco em algum porto, já os solteiros me convidariam para a balada e para tomar uma dúzia que isso passa, enfim, mil receitas poderiam tirar o tal aperto do meu coração, e mesmo que eu seguisse todas as recomendações, ainda que eu decidisse me fingir de inabalável, e mesmo que eu estivesse apenas sonhando e acordasse numa realidade diferente, ainda assim nada me impediria de tomar a única atitude que pode desapertar de fato um coração. Portanto, seguindo a lei da natureza e da alma, só por hoje deixarei escorrer essa lágrima que insiste em querer transbordar do canto do meu olho esquerdo.

Boas vibrações, minha gente!

Impressões baianas

Há muito tempo eu planejava uma ida a Bahia, não para correr atrás do trio, mas para conhecer os corredores do Pelourinho, pisar na areia das mais diversas praias, ouvir e cantar os mais diferentes sons. A cidade é música, sol, cheiro de mar e mistura de gente o tempo todo. Por lá não se vê nada na média, ou são muito pobres ou estão muito bem de vida, ou são muito negros, de sol e também de natureza, ou são muito brancos, vermelhos e amarelos vindos da Itália, França, Amsterdã ou São Paulo, tanto faz, estão por toda parte, a cidade é uma verdadeira torre de babel.

Visitar a Bahia uma vez na vida deveria constar das metas de todo mundo, mas a vida sempre é mais urgente e pede outras prioridades. No entanto, se você um dia puder se dar esse presente,  não pense duas vezes, vá! Não precisa ser fã de axé, carnaval, folia, candomblé, acarajé, vatapá, sol a pino, praias e mais praias, enfim, basta provar um pouquinho, depois o vício acontece naturalmente. E olha que do Oiapoque ao Chuí o Brasil ainda tem uma infinidade de maravilhas pra gente conhecer! Orgulho em dizer: “moro num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza”. Amém!

Literalmente uma tarde em Itapuã
Literalmente uma tarde em Itapuã

Ps.: são muitas fotos, não dá pra mostrar tudo de uma vez. Aos poucos vou colocando uma e outra. Boas vibrações!

Aperte o “Start”

No Farol da Barra em Salvador,  na Praia Grande, Boqueirão, Vila Caiçara, Maresias, Ubatuba, Fortaleza, Maceió, Rio de Janeiro, Paris, Nova York, Avenida Paulista, enfim, seja lá onde for, o que importa é estar cercado de pessoas amadas e especiais, nem sempre é possível estar com todos que amamos, mas o pensamento sempre busca as pessoas especiais quando os fogos explodem lá no céu.

Abaixo segue um pequeno vídeo que fiz no reveillon, aprecie a queima de fogos e aperte o start para começar bem o seu ano. Fiquem com Deus!