Poeira do tempo

Um dia desses, num daqueles momentos de intimidade e contemplação pessoal, lá estava eu em frente ao espelho do banheiro pronto para fazer a barba, quando me deparei com um sinal dos tempos. Um pequeno fio de cabelo branco insistia em brilhar contra a luz do sol que batia na janelinha. Quem me conhece sabe que tenho poucos cabelos, ou melhor, gosto de usar sempre muito curto, cortado com maquininha, prático e barato, mas aquele fiozinho branco estava se destacando e me veio a questão: será que estou realmente ficando velho?…rs.

Claro que estou, é um processo natural e gratificante saber envelhecer numa boa, já passei a linha dos 30, mas por outro lado não me enxergo como alguém que já está velho, no sentido de desgastado e acabado, ainda me vejo de bermudas largas no espelho, usando minhas camisetas modernas e de vez em quando um terno, ouvindo samba e rock´n roll, mas isso não é para manter uma imagem que não procede com a realidade, é simplesmente porque eu sou assim.

Sei que a passagem do tempo pode ser medida de muitas formas, ou seja, a gente começa a envelhecer assim que nasce, envelhecemos um pouco mais quando perdemos a virgindade, quando aprendemos a dirigir, quando ganhamos nosso próprio dinheiro e pagamos nossas contas, quando concluímos uma faculdade ou abrimos nosso primeiro negócio, quando resolvemos casar e quando decidimos ter filhos. Enfim, vamos envelhecendo todos os dias, mas cada um de nós absorve isso de forma diferente. Alguns já estão velhos demais, independente da data de nascimento, outros continuam brilhando e espalhando um espírito jovem para sempre. Quero e prefiro acreditar que vou me enquandrando na segunda categoria, apesar de já ser um velho ranzinza desde moleque…rs.

Vou envelhecendo todos os dias e ainda me faltam uma árvore, um livro, um casamento, um filho e um montão de vida pela frente, mas sei que lá adiante, num futuro que não sei quando é, vou olhar no espelho e enxergar um moleque sentado no banco da diretoria da escola, correndo atrás de pipas, brincando de polícia e ladrão…enfim, o mesmo moleque, somente com a cabeça um pouco mais branquinha, coroada pela tal poeira do tempo, como já disse um poeta.

Anúncios

9 comentários sobre “Poeira do tempo

  1. Quando se tem tudo é que é o problema, não se tem o que conquistar… Acredite, um homem grisalho é um charme, e garanto que este charme, junto com uns outros pequeno$ detalhe$ (que o tempo e a competencia trazem), aceleram as outras conquistas. Beijos!

  2. É Sall…
    As vezes tenho a sensação de que estou velha, outras vezes que sou nova… Cabelo branco??? Tenho uma mecha deles, mas nada que uma tinta não os esconda!!!
    As vezes parece que foi ontem que o vi cantando pela primeira vez… Então sou nova!!! Mas quando paro e penso… Isso aconteceu há 10 anos… Então estou velha… rsrs
    Puts… ainda não plantei a árvore tb… Não tenho um filho… Ai meu Deus… e to quase chegando aos 30…
    Mas a minha vida ta ai… Cheia de FELICIDADE…
    Beijo e tava morrendo de saudade das suas crônicas!!!

  3. Amei…e amo tudo que faz…………velho nunca apenas com mais experiência……! com mais desejos…..! Sucesso sempre pra vc !!!!!! bjus

  4. Velho ??? Pára com isso, apenas mais um dia em seu curriculum … tava pensando já que tinha esquecido de seu blog … Mestre, suce$$o e felicidades para este ano de muito Samba que temos pela frente !!!! Fui …

  5. Diiiii!!!!Fazia tempo que eu não entrava aqui, adorei!!!
    Por favor, vamos logo combinar de nos enontrarmos, estou com saudades!!!Vou falar com o pessoal…
    Beijos….adoro-te

  6. Poeira de Prata cujo brilho reflete cada preocupação, cada dificuldade e a maioria delas já são motivo de riso, reflete cada momento vivido, cada amor, cada inspiração…Vale a pena se deixar coroar! Vale sim…

    Bj

  7. Belas palavras… como sempre.
    E já dizia o poeta: “Cabelo branco não é velhice, cabelo branco é saudade”.
    Saudade sadia, de tudo que já vivemos, e também, não deixa de ser um aviso de que devemos nos agendar, para plantar aquela árvore, escrever um livro, casar e ter filhos…
    Mas o melhor é que é só o primeiro fio, então ainda temos muito tempo, pois segundo aquelas matérias que a gente nunca sabe para o que serve (olha aí a utilidade !!!), temos de 120 a 150 mil fios de cabelos !!! rsss
    Beijinhos com saudade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s