Dos males, o menor.

bambini_carcere.jpg

Sentiu uma gota de suor descendo pelo lado direito do rosto, em poucos minutos já eram muitas gotas e estavam frias, quase geladas. Não lembrava mais que roupa estava usando, mas a gola da camisa era apertada, talvez estivesse de gravata, não soube precisar. Ele nunca havia estado tão perto da morte, para ele aquilo devia ser a morte, as sensações, o pânico, só podia ser a morte, ainda não estava entendendo direito. Ouvia vozes, tentava reconhecer as pessoas em volta, mas nada, os olhos estavam turvos e os pensamentos confusos, talvez já estivesse morto, mas ainda não tinha certeza. Continue lendo aqui…

 

Anúncios

4 comentários sobre “Dos males, o menor.

  1. Parece um ritual de “rumo a forca”, kkkk ! Que horror !!! Vou fazer um com uma visão feminina desse momento, rs! Pode aguardar!! rs… Levando em conta outras coisas e não o conteúdo (rs), um dos seus melhores post´s … Espetacular !

  2. Nossa será que isso mesmo…rs…sendo ou não excelente texto.

    Agora entendi, porque o noivo da minha prima chorava tanto na hora do casório..hehehehe…rs…

    Bjs

  3. O que dizer? A morte não é nada fácil, mas acontece prá todo mundo, quer dizer, quase todo mundo, existem também os imortais (espertos) que se mantêm resistentes à morte, são fortes mesmo…rs
    Muito Booommm!!!

    Bjão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s