O texto abaixo é antigo, mas o frio continua o mesmo. Boa leitura!

Madrugadas com baixas temperaturas e aquela dificuldade para se achar uma posição ideal e pegar no sono. Embaixo dos cobertores os dois se esfregam e tentam fazer a coisa pegar fogo, um fica por cima enquanto o outro tenta fazer um carinho ao longo das pernas, aperta daqui, aperta de lá, os dedos vão se contorcendo, ambos se esforçam em busca de calor e intimidade, sem tirar as peças de roupa que servem de proteção, ainda que seja um simples par de meias. É meus amigos, essa é a saga dos pares de pés que dormem sozinhos durante as noites de inverno, onde encontrar abrigo?

Tem gente que sente frio nas mãos, outros nas orelhas e nariz, e até na bunda, mas os pés geladinhos são os mais comuns, e haja meias para aplacar o gelo. É exatamente nessas noites que mais sentimos falta de um corpo quentinho onde se possa encostar, um corpo que seja capaz de emanar calor embaixo das cobertas e transmitir a certeza de que de frio não morreremos, um corpo que, mesmo nas baixas temperaturas, seja capaz de nos esquentar por dentro e provocar erupções, que esteja disposto a se enroscar nas loucuras do amor na cama ou simplesmente se encaixar no formato conchinha e permanecer assim até que o dia amanheça.

Chocolate quente, sopa, chá, pipoca, cobertores, moleton, filminho, meias, enfim, várias dicas para se aquecer nessa estação, mas o que faz falta mesmo é um outro par de pés que possa vir se esfregar nos meus durante a noite e deixar tudo bem quentinho, afinal de contas, em se tratando de pés gelados no inverno, de quatro é muito mais gostoso.

About these ads